Telefone
contato@vansetto.com.br
Informativos-Tecnicos
Parceiros
Noticias
Grupo
D E VANSETTO Representações
Ver-Noticia
Perspectivas para carne suína brasileira continuam positivas para o ano
27/04/2015
As perspectivas para a carne suína brasileira continuam positivas para o ano, mas o comportamento do mercado russo e os impactos das crises econômica e política no consumo doméstico serão essenciais para determinar o comportamento dos preços e margens de lucro, segundo estudo divulgado pelo Rabobank nesta semana. “O mercado deve se recuperar rapidamente depois de um difícil começo em 2015, mas os resultados das crises macroeconômica e política nacionais e das exportações russas são a chave para o resultado final”, escreveram analistas do Rabobank. As exportações de carne suína brasileira começaram o ano com desempenho fraco, com queda de 18,2% no volume de vendas externas nos três primeiros meses de 2015, na comparação com o período de janeiro a março do ano passado, conforme divulgado no início deste mês. “O Rabobank continua a acreditar que as exportações brasileiras de suínos irão aumentar durante 2015. Mas, depois do fraco começo, o ritmo de crescimento poderá não ser suficiente para ultrapassar os 10% previstos anteriormente”, confirmou o grupo financeiro. Segundo o banco, o embargo de carne dos Estados Unidos e da Europa pela Rússia não chegou a gerar impactos positivos para as exportações do Brasil, já que as desvalorizações das moedas brasileira e russa frente ao dólar “complicaram negociações”, tornando difícil acordos sobre novos níveis de preço. Indústria e produtores independentes de suínos deverão manter margens de lucro saudáveis no ano, segundo o Rabobank, que espera cenário positivo no consumo doméstico de carne suína – enquanto os preços da carne bovina continuam subindo –, ao mesmo tempo em que o preço dos grãos para alimentação dos animais deve ficar em patamares mais competitivos que em 2014. O diretor da Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS), Nilo de Sá, disse recentemente, em entrevista à CarneTec, que espera margens razoáveis para o setor neste ano, mas que não deverão superar as de 2014. “Em relação aos preços, o Rabobank acredita que, se a esperada forte demanda internacional por carne suína brasileira se provar correta, os preços de suínos deverão continuar próximos dos níveis de 2014 no primeiro semestre de 2015”, disse o Rabobank, no entanto, ponderando que ainda é cedo para prever os resultados dos impactos das crises econômica e política do país no consumo doméstico. Fonte: PorkWorld