Telefone
contato@vansetto.com.br
Informativos-Tecnicos
Parceiros
Noticias
Grupo
D E VANSETTO Representações
Ver-Noticia
Mercado de frango confirma bom desempenho na exportação
24/11/2014
O mercado de frango confirmou um bom desempenho nas exportações ao longo da semana, segundo a avaliação do analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Iglesias.   Levantamento realizado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), apontou que o país exportou 362,18 mil toneladas de carne de frango em outubro, volume 1,9% superior em relação ao mesmo mês do ano passado. A receita apresentou um acréscimo de 9% na mesma comparação, atingindo US$ 742,38 milhões. Considerando o resultado acumulado entre janeiro e outubro, houve incremento de 3,3% em volumes, com 3,32 milhões de toneladas embarcadas. A receita do setor no período chegou a US$ 6,62 bilhões, com recuo de 0,7% frente aos dez primeiros meses de 2013.   No mercado interno, por outro lado, a semana foi complicada novamente. "Houve novas retrações de preço para o frango vivo em boa parte do país, diante do ingresso de oferta proveniente do Sul do Brasil", comenta. No atacado e na distribuição os preços se mantiveram tanto para os cortes congelados quanto para os resfriados na comparação com a última semana.   Nos produtos congelados, o quilo do peito na distribuição foi cotado a R$ 4,73, o da coxa a R$ 4,10 e o da asa a R$ 5,90. No atacado, o quilo do peito permaneceu em R$ 4,58, o da coxa em R$ 4,00 e o quilo da asa em R$ 5,73.   Nos cortes resfriados, o preço do peito na distribuição seguiu em R$ 4,90 o quilo, o da coxa em R$ 4,15 e da asa em R$ 6,05. No atacado, o preço do peito foi cotado a R$ 4,73, o da coxa a R$ 4,07 e da asa a R$ 5,85.   Para a próxima semana Iglesias projeta que o mercado possa reagir um pouco, por conta do recebimento da primeira parcela do décimo terceiro salário pela população, o que favorece uma melhora na demanda, especialmente levando em conta que a carne de frango segue mais atrativa em termos de preço ao consumidor frente às carnes bovina e suína.   Para o frango vivo, o levantamento realizado por SAFRAS & Mercado nas principais praças de comercialização do Brasil indicou que o preço do frango vivo em São Paulo seguiu cotado a R$ 2,70. Em Minas Gerais, o preço recuou cinco centavos, de R$ 2,55 para R$ 2,50.   Na integração catarinense a cotação do frango vivo permaneceu em R$ 2,60. No Paraná, o quilo vivo também seguiu em R$ 2,60 na integração (oeste do Estado). Na integração do Rio Grande do Sul o quilo vivo continuou cotado a R$ 2,55.   No Mato Grosso do Sul o preço do quilo vivo do frango foi cotado a R$ 2,45, queda de cinco centavos ante a semana passada. No Distrito Federal o quilo vivo sofreu queda de R$ 2,55 para R$ 2,50. Em Goiás o quilo vivo apresentou declínio de cinco centavos e foi cotado a R$ 2,45.   Em Pernambuco o quilo vivo recuou de R$ 3,20 para R$ 2,90. No Ceará a cotação do quilo vivo caiu de R$ 3,00 para R$ 2,80, enquanto no Pará o quilo vivo foi cotado a R$ 3,00, apresentando queda de trinta centavos ante à última semana.   Fonte: AveWorld